New Moon (Lua Nova)

27 de novembro de 2009

Oie!
Se eu falar que sou fanática pela saga de Crepúsculo (Twilight em inglês), vou estar mentindo na cara dura. Acontece que hoje fui dar apoio para a Luly, já que ela ia acompanhar a irmã dela, Dani, e as amigas dela e, como eu confesso que estava curiosa para ir ver o Lua Nova, acabei entrando no rolo. Logo que o filme começou, combinei com a Luly de gritar na hora que o Mike Newton aparecesse,  só para ir no sentido contrário do Jacob Black e do Edward Cullen. Porém, como as fanáticas gritonas só vão ver mesmo quando as aulas terminarem (Daqui a, no máximo, duas semanas), acabou que esse grito pelo Mike não aconteceu. Mas o que aconteceu foram sete garotas rachando de rir nas horas erradas. Tinha umas… Cem pessoas, mais ou menos, no cinema e só nós sete que ríamos. Acontece que a Luly ria do filme, eu e a Dani ríamos da risada dela e as amigas da Dani riam tanto da Dani quanto da risada da Luly. É… Apesar de ter sido bizarro, foi legal. Mas, enfim… Tô postando é para expor meu ponto de vista sobre o filme. Então, como contém spoilers e, se você leu o livro e não quer saber oq tem ou se não leu o livro e nem quer saber oq acontece, dê meia volta e vá visitar outro blog. Já se você quiser saber… É só selecionar o escrito entre os “*Spoilers*”.

*Spoiler começa aqui* Bom, eu achava que o filme ia ser um saco, por causa daquele chiliquinho do Edward de dar um pé na bunda da Bella. Tá. Realmente foi um saco ver a Bella se martirizando por ele. Mas, a melhor parte mesmo é a hora que a garota vai ao cinema com o Jacob e o Mike Newton. Jacob, como sempre, fica rondando a Bella que nem mosca de padaria sobre o sonho. As cenas da oficina, quando eles tão montando a moto são bem… Legais, principalmente quando o Quil e o Embry aparecem e um deles fica secando a Bella. Ah! E a peruca que o Jacob usa… Podia ter sido mais natural. Graças a Deus que ele se livra dela depois da parte do cinema. E esse filme não é tão dramático quanto o outro, por incrível que pareça. Ah! Os Vulturi são bem… Diferentes daquilo que eu imaginava. Achei que o ator que interpreta o Aro não tem nada a ver com o personagem. O que faz o Marcus – O outro moreno – tinha mais a ver. O Aro do filme é bem mais feliz do que no livro. A Dakota Fanning ficou perfeita como a Jane e a parte de Volterra é muito rápida. Mas, a maior parte foi fiel ao livro.  Agora o que eu achei melhor mesmo foi o susto que o Charlie dá na Bella, logo no início do filme. Tem algo a ver com cabelo branco. E pior é que tem gente que é assim. Mas, enfim… Odiei³ o Edward na hora que a Alice reaparece e sim. Sou parte do Team Jacob. Ele é mto³mais divertido que o Edward. Apesar de, em quesito de beleza, preferir o vampiro. Ah! E os lobos ficaram perfeitos e assustadoramente grandes. *Fim do Spoiler*
Mas, acho que, mesmo quem não é fã da série, que nem eu, deveria ir ver o filme. É bom para divertir um pouco.
Bom, fica a dica de filme de hoje e um conselho: Vai ver antes das aulas terminarem e as adolescentes frenéticas lotarem as salas de cinema de vez. Senão, as chances de uma surdez por causa dos gritos delas aumenta em 100% .
Bjoks!

Automatic

5 de setembro de 2009

Eu sei que está repetitivo demais, mas acontece que não postar é até crime!

Bjoks!

01/09/2009

2 de setembro de 2009

Não… Eu não fiquei doida. Acontece que ontem foi uma correria daquelas (Almocei na casa da minha avó, voltei para casa só para pegar minhas coisas mesmo, ir ao médico da minha avó com minha mãe e acabou que nem fui para a escola, porque eu estava passando mal o bastante para quase chamar o Hugo, o Raul…) e nem deu tempo direito de ficar no pc. Acontece que ontem, dia 1º de setembro de 2009, foi um dia importante para todas as meninas que são fãs da banda Tokio Hotel. Mesmo porque, ontem, os gêmeos (Tom e Bill, para quem não sabe – Guitarrista e vocalista, respectivamente) completaram 20 anos de vida. Tudo bem que eu não sou fã que nem umas meninas que têm por aí. Mesmo porque só fui ouvir uma música deles inteira (Longa história que eu conto a seguir) só em Outubro do ano passado, senão me falha a memória. E pensar que eu já tinha ouvido falar neles… Bom, como o post hoje vai ser gigante (Nem tem jeito de não ser!) vou começar pelo começo: Como eu fiquei sabendo da banda. Em 2006 (+/-), fui no Diamond Mall, um shopping daqui de Belo Horizonte, e como eu tinha visto uma revista portuguesa chamada Bravo, que tinha uma nota pequeninha sobre, até então, meu ídolo, Daniel Radcliffe (O Harry Potter), acabei comprando a revista. Detalhe que eu sou tão avoada, mas tão avoada que nem reparei que tinha um desenho do Tokio Hotel que uma garota lá de Portugal tinha feito. Daí, uns meses depois, eu estava conversando com a Yasmin, minha grande-pequena amiga, no msn, ela pôs a foto do Bill naquele trequinho de imagem de exibição. Na hora, eu, sabendo que ela gostava de coisas japonesas (Desde mangás e os desenhos – Não me lembro do nome! >.<‘ – até músicos) bati o olho na foto e perguntei: “Yasmin… Quem é essa japonesa?”. Ela, óbvio, riu da minha cara e explicou que era um rapaz alemão. Na hora ela trocou a foto do Bill por uma outra da banda e daí, perguntei: “Tá… E eles são da Alemanha, tendo essas caras de japoneses?”. Ela tentou me convencer, daí, não me lembro oq fez a conversa mudar de rumo. Só sei que, mais ou menos em outubro do ano passado, eu estava assistindo ao Disk MTV (Aquele que era apresentado pela Sophia Reis, que passava às seis da tarde de sábado) e tava passando um clipe da Katy Perry, senão me engano. Daí, como eu tava curiosa para saber qual seria o próximo clipe, deixei a tv ligada na MTV. De repente, apareceu aquela chamadinha da posição e começou o clipe, como se fosse aquelas faixas coloridas que aparecem quando a tv está fora do ar (Nos VHS’s antigos da Disney tinha isso direto…) e eu pensando: “Que clipe mais esquisito é esse?”. De repente, apareceu: “Tokio Hotel – Ready, set, go!”. Na mesma hora, lembrei da Yasmin. E, além da curiosidade, eu estava com um ligeiro peso na consciência, porque, em um dia que estava passando “Monsoon” na Mix, eu mudei de canaNegritol logo depois que apareceu o nome da banda e a música. Enfim… Comecei a ver o clipe da MTV e, quando chegou no refrão… O estrago começou a ser feito. Só sei que, quando acabou o clipe, voei para o pc e baixei a Monsoon e a Ready, set, go. Uns dias depois, quando teve uma chuva “sinistra” aqui em Belo Horizonte, eu insisti com a minha mãe para me dar dinheiro e ir comprar o cd deles – O primeiro da página – depois que eu saísse da minha primeira aula de canto. Porém, como eu fui a pé (A escola não é longe da minha casa) e encasquetei em comprar o cd antes da aula, cheguei na escola com meia hora de atraso (Vinte e cinco minutos por causa da chuva e, cinco por causa do cd). Hoje em dia, sou obcecada com eles e tem até um pôster um pouco maior que eu (Tenho 1.63m e 1/2 de altura), com uma foto do Bill, pregado na minha parede. 😉 Agora, vamos ao que realmente interessa: Os gêmeos.

Tom:

Bill:

(Fotos mais antigas, mas, tirando os cabelos dos dois, que mudaram para o lançamento do Humanoid, novo cd deles, tão basicamente a mesma coisa. xD)

Os dois nasceram em Leipizig, na Alemanha e o Tom é dez minutos mais velho que o Bill (Por isso que eu coloquei a foto do Tom primeiro). E eu sempre brinco, falando que, se tirarem os piercings dos dois (O Tom tem um piercing no lábio e o Bill tem piercing na sobrancelha), a maquiagem do Bill e esconderem os cabelos dos dois (Ainda mais agora que o Tom também está de cabelo preto – Graças ao Bill) só dá para identificar quem é quem por causa das pintas que cada um tem no rosto: O Tom tem na bochecha e o Bill, no meio do caminho entre a boca e o queixo. E essas não são as únicas diferenças entre os dois. Como não os conheço pessoalmente, então é difícil dizer se eu realmente estou certa ou errada. Mas, vendo os vídeos dos dois (Tanto a Tokio Hotel TV quanto vídeos em que os dois aparecem conversando) eu comecei a ter a impressão de que o Bill, apesar do que o David Jost, empresário deles, falou, é mais… Brincalhão, extrovertido e até mais… Sociável que o Tom, que parece ser todo sistemático, sério e até um pouco metido. Lembrando que isso é só uma impressão e que eu posso estar errada. Pode ser que é o contrário. Mas fato é que os dois são fofos e eu realmente desejo que eles façam muito sucesso ainda e eu espero ter a chance de ir à um show deles, um dia.
Então é isso…
Bjoks! e até a próxima postagem…

Ah! Para quem quiser conhecer um pouco:

* Site oficial (Em alemão)
* MySpace oficial (Vira e mexe, eles – Eles mesmos! – entram)
* Canal do Youtube (Tem todos os episódios da TH TV e clipes)
* Street Team Brasileiro (Vale a pena dar uma olhada)
* Blog de fãs brasileiras (Excelente!)